Bula Bula

Festa no hospital? só se for no “Provincial”

Um músico da nova geração – famoso, por sinal – protagonizou, há dias, uma cena digna de cinema. Cantando, com flores na mão e um bolo de dar inveja, adentrou numa unidade sanitária provocando natural agitação.

Os funcionários da referida unidade deixaram os seus afazeres – que é como quem diz abandonaram os doentes à sua sorte – e foram dar com os pés em passos da “passada” interpretada pelo Humberto Luís. A verdade é que uma das funcionárias do hospital completava anos… como é natural, as colegas fizeram dúzias de fotografias e partilharam nas suas contas de Facebook e Instagram.

A coisa que parecia apenas violar o regulamento hospitalar – deve haver alguma coisa desse género – está a ameaçar o lar da referida aniversariante: é que enquanto recebia flores e cortava o tal bolo, o marido aguardava-a em casa junto da família para uma surpresa… não é que o surpreendido foi o romântico do marido que viu no Facebook a mulher recebendo flores ao som de uma passada…

O resto, meus caros, fica por conta da imaginação – até porque todos vocês são adultos –, enquanto a pobre aniversariante está a tentar justificar a festa-surpresa em todas as frentes. O pior é que tanto os presentes, o bolo e as flores foram oferecidos por um anónimo. De qualquer forma, festa no hospital – ainda que provincial de Matola – não parece coisa normal… Azar não custa!

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo