Sociedade

Mulher chamada a ser activa no processo eleitoral

A mulher deve ser activa no processo eleitoral participando em todas as suas fases, entre elas, o recenseamento, que amanhã termina no país, de modo a exercer o direito de eleger e ser eleita.

Este apelo foi feito, hoje em Maputo, pela esposa do Presidente da República, Isaura Nyusi, durante a reunião que manteve com a Organização da Mulher Moçambicana (OMM), na sua qualidade de presidente desta agremiação do partido Frelimo.

Na ocasião, Isaura Nyusi destacou a participação da mulher moçambicana no desenvolvimento socioeconómico, “não obstante algumas adversidades que enfrenta, entre elas, as calamidades naturais e a violência que se regista em alguns pontos do país’’.

Desafiou a mulher a transformar as dificuldades em oportunidades para se inserir nas várias frentes do desenvolvimento.

Estando-se no penúltimo dia do recenseamento, pediu às mulheres mobilizarem os cidadãos em idade eleitoral a afluir aos postos para efectuar o seu registo de modo a votar ou serem eleitos nas eleições de 15 de Outubro.

‘’Visitamos a cidade de Maputo numa altura em que caminhamos para o fim do recenseamento, pelo que vamos interagir com as mulheres para sentir o seu pulsar sobre os problemas que enfrentam no sentido de recomendarmos a tomada das competentes medidas”,disse.

Reconheceu que no cômputo geral a mulher moçambicana vai conquistando o seu espaço nas diferentes esferas desde a económica, social, até mesmo política, ‘granjeando simpatia da população devido ao seu brio profissional e entrega abnegada ao desenvolvimento do país’’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo