Reportagem

Mortes

Desde que o garimpo eclodiu muita gente perdeu a vida. De acordo com o estudo publicado no ano passado, pouco menos de cem vítimas mortais foram registadas durante os últimos vinte anos.

Grande parte dos muitos acidentes que ocorrem nas “minas” não é reportada às autoridades. Geralmente os garimpeiros fecham o circuito de informação.

Se a pessoa acidenta e tem uma ferida eles cuidam. Tratam de levar ao hospital e arranjam um outro argumento. Um quadro sénior do Ministério dos Recursos Minerais fez-se passar por estudante numa visita à “mina” de Fenda para apurar a verdade em torno destas situações.

Caso ele se identificasse como quadro do ministério não seria recebido na “mina”. Os garimpeiros mandavam-no embora e não recolheria qualquer informação.

Na condição de estudante, viu muitos acidentes e mortes a ocorrerem durante o garimpo. Viu igualmente o esforço de sonegação de informação. “Eles escondem tudo”, disse-nos o suposto estudante.

Ressalvou que desta forma é muito difícil as autoridades saberem, com exactidão, quantas pessoas morrem por acidente durante o garimpo. “Não há fiáveis”, afiançou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo