DestaquePolítica

Requalificado mercado de trabalho para jovens

Pelo menos 2500 jovens serão formados anualmente pelo Instituto de Formação Profissional e Estudos Laborais Alberto Cassimo (IFPELAC). Para o efeito, três centros regionais entraram em funcionamento, nomeadamente na Machava, província de Maputo; Quelimane, na Zambézia; e Nacala-Porto, em Nampula, este último inaugurado sexta-feira pelo Presidente da República, Filipe Nyusi.

Trata-se de instituições vocacionadas para a formação de jovens nas áreas de serralharia, construção civil, mecânica de refrigeração, mecânica-geral, carpintaria, processamento de alimentos, entre outras. A iniciativa é da Secretária de Estado para Juventude e Emprego (SEJE) e é financiada pela Agência Japonesa de Desenvolvimento Internacional (JICA), num investimento orçado em 12 milhões de dólares norte-americanos.

Neste contexto, foram requalificados três centros que servirão de modelo para a disponibilização de cursos profissionalizantes para os jovens, com enfoque para a rapariga.

De referir que a iniciativa data de 2017, altura em que se iniciou a requalificação do centro da Machava, entregue no passado mês de Agosto, que passou a dispor de pavilhões para cursos de construção civil, soldadura, formação de pedreiros, canalizadores, electricistas e mecânica de refrigeração e climatização.

Depois da Machava, seguiu-se a região centro do país, especificamente a cidade de Quelimane, província da Zambézia, onde se instalou um pavilhão de processamento de alimentos e uma área para a formação de canalizadores. Antes tinham sido reabilitados os pavilhões de electricidade e carpintaria, entregues em Outubro último. Leia mais…

Texto de Domingos Nhaúle
domingos.nhaule@snoticicas.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo