Nacional

Polícia baleia mortalmente cidadão indefeso

Um agente da Polícia da República de Moçambique, afecto no Comando Distrital de Homoíne, província de Inhambane, baleou há dias um cidadão indefeso, devendo responder no tribunal brevemente.

A ocorrência teve lugar na pacata povoação da sede do Posto Administrativo de Phembe, e ocorreu por volta das nove horas de manhã. Alega-se que a vítima foi confundida com um caçador furtivo.

O finado que perdeu a vida a caminho do Centro de Saúde de Homoíne, fazia-se transportar, como passageiro, numa viatura particular, que continha também lenha e produtos da machamba.

O condutor do veículo que não se apercebeu da ordem da Policia para parar, continuou com a marcha tendo sido surpreendito com tiros, alguns dos quais atingiram o ocupante que posteriormente veio a perdeu a vida.

O agente da PRM ao ver o carro a continuar em movimento depois do sinal para parar, desconfiou que se tratasse de caçadores furtivos o que lhe motivou a abrir o fogo contra aqueles cidadãos indefesos.

Testemunhas oculares indicam que, depois do baleamento, o malogrado não teve pronto socorro, uma vez que o soar da arma criou pânico à  população.

 Após o infortúnio, os familiares do malogrado marcharam até ao Comando Distrital da PRM em Homoíne para exigir justiça contra o agente que cometeu este crime.

Segundo eles, a vítima não era caçador furtivo mas sim um homem que ganhava o pão de forma honesta e era o pilar da família. “No dia em que encontrou a morte, saiu de casa muito cedo para a habitual jornada na sua machamba para no regresso ser regado de balas” disse um dos familiares.

Acrescentou que o agente atirador não fez esforço nenhum apenas usou a arma para matar um inocente- Reclama o facto de que a viatura circulava a uma velocidade razoável, até porque se apresenta com deficiências mecânicas.     

O porta-voz da PRM em Inhambane, Jorge Fernando, confirma a detenção do seu colega.  Acrescentou que, enquanto o processo corre seus trâmites legais, o agente em causa vai responder a um processo disciplinar que lhe foi instaurado na sequência do acontecimento.

Aminosse Moises

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo