Nacional

EDM reabilita “Industrial 1º de Maio”

A Electricidade de Moçambique, E.P. (EDM) vai proceder nos próximos dois anos à reabilitação e ao apetrechamento das oficinas do Instituto Industrial 1º de Maio, estabelecimento de ensino técnico-profissional localizado na cidade de Maputo, à luz de um memorando assinado na passada terça-feira.

Este apoio está inserido na responsabilidade social corporativa da EDM, que prevê ainda a premiação de dois estudantes, considerados melhores, nas áreas de electricidade e mecânica, para além da prestação de assistência técnica aos equipamentos.  

Para a Electricidade de Moçambique, a assinatura deste memorando de entendimento reflecte a convicção de que a educação, no geral, e a formação técnico-profissional e profissionalizante, em particular, constituem dois dos pilares fundamentais para o desenvolvimento do País.   

Por outro lado, esta acção resulta do trabalho que a EDM tem vindo a desenvolver com o Ministério da Educação, mormente no alargamento e melhoria da rede escolar nacional, que resulta na disponibilização de material escolar e no apetrechamento das escolas com equipamentos que facilitam o ensino e aprendizagem dos alunos, assim como a atribuição de bolsas de estudo em diferentes partes do País.

Entendemos ser dever moral participar, de forma substancial e desinteressada, na criação de alicerces para o progresso do País, bem como na sua consolidação e sustentabilidade. A EDM está feliz por prestar o seu contributo na formação de jovens que serão os profissionais de amanhã e por contribuir para o desenvolvimento de Moçambique”, disse Isaura Cuambe, administradora executiva da Electricidade de Moçambique.

De acordo com o director da Educação da Cidade de Maputo, António Grachane, a iniciativa da EDM representa uma mais-valia na medida em que a mesma surge numa altura em que o Governo está empenhado na melhoria da qualidade do ensino técnico-profissional, o que passa, por exemplo, pelo apetrechamento dos laboratórios e oficinas para aulas práticas.   

Com esta iniciativa, a Electricidade de Moçambique junta-se aos esforços que o Governo empreende no âmbito do combate à pobreza, pois vai melhorar as condições do processo de ensino e aprendizagem, propiciando aos graduados deste instituto uma preparação técnico-científica eficaz, relevante e significativa. Com este gesto a EDM assume o compromisso de contribuir para o bem-estar da população”, afirmou António Grachane. 

Por sua vez a directora do Instituto Industrial 1º de Maio, Carla Chibante, considera que o gesto da EDM servirá para complementar o conhecimento que os estudantes adquirem nas aulas práticas, o que significa que o mercado terá quadros competentes.   

Importa realçar que, para além da educação, a Electricidade de Moçambique tem uma forte intervenção também nas áreas da cultura, saúde e do desporto, no âmbito da responsabilidade social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo