Nacional

Edilidade reabilita oito quilómetros de estradas

O Conselho Municipal da vila de Boane está a reabilitar as principais estradas daquela autarquia numa extensão de oito quilómetros. Divididos em duas etapas, os trabalhos de reabilitação decorrem, nesta primeira fase, em todas as artérias da vila sede e em seguida serão abrangidas a rua que dá acesso ao cemitério local e as ruas dos bairros Picoco, Tchonissa, Campoane, Belo Horizonte e PSK, entre outras.

Orçadas em cerca de seis milhões de meticais, as obras consistem na pavimentação com base na pedra brita misturada com pó de pedra, e estão a cargo de um empreiteiro local no âmbito das parcerias público-privada.

Segundo soube domingo de Jacinto Loureiro, presidente daquela edilidade, a segunda etapa arrancará depois de ter sido encontrado o respectivo empreiteiro, sendo que decorrem actualmente acções para a definição dos termos de referência do concurso público a ser lançado oportunamente. As obras abrangerão, igualmente, um total de oito quilómetros,

Estas acções circunscrevem-se no cumprimento das promessas feitas durante a campanha eleitoral e incluíam a melhoria da rede de abastecimento de água que também já está em curso.

A propósito disso, Jacinto Loureiro afirmou que os seus frutos já são visíveis, como, a título de exemplo, “o regresso dos autocarros de transporte público de passageiros que há muito tempo haviam deixado de escalar o terminal de Boane”.

INTRODUZIDA RECOLHA DE LIXO

O outro aspecto em curso naquela autarquia e que constitui uma inovação tem a ver com a introdução do sistema de recolha de lixo, garantido por uma empresa privado que disponibilizou quinze contentores de seis metros cúbicos cada, espalhados ao longo dos bairros da autarquia.

Para a edilidade, estas acções têm grande impacto para os munícipes tendo em conta que acontecem passados cerca de 90 dias após a investidura dos órgãos autárquicos.

Aliás, segundo Loureiro, mesmo a questão de abastecimento de água regista grandes melhorias, com a colocação de mais de 200 novas ligações no bairro Umpala, para não falar da reabilitação de alguns fontanários.

A propósito de água prevê-se que seja expandida para outros bairros periféricos, como, por exemplo, Massaca, Saldanha, Rádio Marconi, entre outros, com a conclusão do novo sistema de distribuição a cargo do Fundo do Investimento do Património de Abastecimento de Água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo