DestaqueEm Foco

Expulsámos os terroristas mas é cedo para celebrar

  • Presidente da República, Filipe Nyusi, nas comemorações do 25 de Setembro,
    Dia das Forças Armadas, em Cabo Delgado

Moçambique ainda não está a celebrar a expulsão dos terroristas do distrito de Mocímboa da Praia na medida em que há muito trabalho pela frente, designadamente consolidação do território reconquistado, garantia de segurança e reconstrução das infra-estruturas destruídas de modo a permitir o regresso seguro da população às zonas de origem.

Esta declaração foi feita, ontem, pelo Presidente da República e Comandante- -Chefe das Forças de Defesa e Segurança, Filipe Nyusi, em Pemba, província de Cabo Delgado, por ocasião do 25 de Setembro, Dia das Forças Armadas de Moçambique, cujas cerimónias tiveram lugar pela primeira vez na província de Cabo Delgado.

A celebração do 25 de Setembro, em Cabo Delgado, deve ser vista como uma demonstração de que o terrorismo tem os dias contados no país a avaliar pelos resultados positivos que estão a ser conseguidos no teatro das operações, na perseguição dos terroristas.

Esta é, aliás, a convicção das próprias FADM que contam com o apoio das suas congéneres da República do Ruanda e da força em estado de alerta da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

As celebrações deste ano contaram com a presença do Presidente do Ruanda e Comandante-Chefe das forças ruandesas, Paul Kagame, que veio a Moçambique para transmitir um voto de confiança aos seus homens e instruí-los para apoiarem na reconstrução das infra- -estruturas danificadas pelos terroristas, bem assim na consolidação da segurança nos distritos recuperados de modo a permitir o regresso seguro da população.  Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo