Editorial

O Dia do Trabalhador

O Dia Internacional do Trabalhador que hoje se assinala é uma data não somente dedicada a festejos, mas também um momento de reflexão e manifestação das inquietações e vontades da massa laboral. As celebrações acontecem numa altura em que o país conhece o alívio das medidas impostas para a contenção da propagação da pandemia da covid-19. Neste contexto, trata-se de mais uma oportunidade para o patronato, por um lado, e os trabalhadores, por outro, envidarem esforços para o aumento da produção e produtividade.

Nesta data, mais do que falar de salário, é preciso assumir, também, que vivemos no meio de adversidades. Assim, precisamos, acima de tudo, de unir as forças para que gradualmente possamos alcançar a estabilidade da nossa economia e melhorar as condições de vida dos trabalhadores.

Para além dos salários baixos há outros factores que contribuem para a fragilização da condição do trabalhador, nomeadamente a falência de algumas empresas provocada pela corrupção, má gestão, nepotismo, só para citar algumas causas.

Outra situação à qual não nos podemos alhear quando olhamos para a renda do trabalhador tem a ver com a pandemia da covid-19 que promoveu mudanças profundas no mercado de trabalho, o terrorismo em alguns distritos de Cabo Delgado e desastres naturais, que começam a ser cíclicos. O conflito militar na Ucrânia condiciona, por estes dias, a carestia de vida do trabalhador moçambicano. Mas ainda assim não podemos desanimar. Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo