DestaqueNacionalSociedade

CAMPANHA CONTRA A PÓLIO: País avança para quarta ronda de olho em Tete

  • Leonildo Nhampossa, director do Programa Alargado de Vacinação,
    entrevistado pelo domingo

O Ministério da Saúde vai avançar para a quarta ronda de vacinação a crianças contra pólio, de 18 a 22 de Agosto corrente, numa altura em que o país notificou em Tete quatro casos confirmados de poliovírus selvagem, uma estirpe importada do Malawi. Nesta ronda, as autoridades irão dar especial atenção à província de Tete, onde foram confirmados casos nos distritos de Changara, Moatize, Tsangano e Magoé, aquando da intensificação das actividades de vigilância de paralisias flácidas agudas e da vacinação contra a pólio.

Esta informação foi avançada por Leonildo Nhampossa, director do Programa Alargado de Vacinação, em entrevista ao jornal domingo. Referiu ainda que, mesmo com as adversidades trazidas pela pandemia da covid-19, Moçambique cumpriu, no ano passado, a meta de 95 por cento de cobertura de vacinação infantil, tal como estava preconizado no Plano Económico e Social. Falou também da importância de as famílias cumprirem à risca o calendário de vacinação nas unidades sanitárias desde o nascimento do bebé até completar um ano de idade. No seu entender, este procedimento não só previne a ocorrência de diferentes doenças, através do aumento da imunidade, como também auxilia no bom desenvolvimento da criança. Acompanhe.

Quais são os ganhos da vacinação?

A vacinação fundamentalmente fortalece e estimula a imunidade de um indivíduo. Vacinar uma criança permite que o sistema imunológico esteja activo e tenha uma memória para prevenir e combater qualquer tipo de invasão por micro-organismos ou vírus. Isto é, se ela tiver, eventualmente, algum contacto com um vírus ou agente causador de determinada doença, pode estar em condições de combatê-la, pois a vacina fundamentalmente fortalece e estimula o sistema. Leia mais…

Texto de Luísa Jorge
luisa.jorge@snoticicas.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo