Bula Bula

As más línguas e as ciclovias

Há com cada fofoqueiros neste país. Não é que Bula-bula escalou uma cidade lá do centro do país com ganas de manjar a bem manjar a famosa mucapata e o frango à zambeziana, iguarias bem nossas e saborosíssimas… mas as más línguas quase estragaram os planos.

É que a cidade parece o solo lunar… é tanto buraco que só escolhendo o mais simpático se pode andar. A impressão que fica é que se mais estradas houvesse, mais buracos haveria… aquilo só visto.

Naturalmente que Bula-bula tentou perceber o que é que se estava a passar. A resposta veio célere como uma bicicleta desgovernada: “isto ficou assim porque o presidente andou fora por uns quatro meses, mas antes disso exonerou quase todos os vereadores”.

Bula-bula recusa-se a aceitar essa versão dos factos, mas o que se vê pela cidade são buracos e mais buracos. Parece que uma chuva de meteoritos caiu ali na cidade carnavalesca…

Tudo bem que foi lançado um concurso para a reabilitação da rua da Marginal, mas alguma coisa não bate bem ali onde nem uma ciclovia de um quilómetro consegue disfarçar o mau estado das ruas… e vale lembrar que nem os ciclistas usam a referida ciclovia…

Quem salva Quelimane?

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo