Reportagem

Enfermeiro: vanguardista da valorização da vida humana

Celebrou-se segunda-feira última, 12 de Maio, o Dia Internacional do Enfermeiro. Longe de falar do dia como apenas uma simples efeméride que se assinala todos os anos, domingo quis desta vez ouvir a voz de que no seu dia-a-dia dá esperança de vida a quem já não pensa sequer na vida, pelo contrário, já entrou no tornado da obsessão da morte. Eles labutam todos os dias imbuídos do espírito de que é na compreensão do ser humano enquanto pessoa que se pode desenvolver a sociedade humana.

Em Moçambique, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) conta actualmente com 10.582 enfermeiros. Nampula é a província com maior número de enfermeiros. Tem mil e 501 enfermeiros. Zambézia é a segunda província com mais enfermeiros no país. Conta com mil e 460. A terceira província com um número considerável de enfermeiros é Sofala com mil e 106, seguida de Gaza com mil e onze profissionais. Inhambane conta com 758 enfermeiros distribuídos pelas unidades sanitárias, enquanto Tete possui 709. Estão afectos à província de Niassa, 680 enfermeiros, enquanto a cidade e província de Maputo contam com 652 e 533 enfermeiros, respectivamente.

Especialidades na actividade de enfermagem

Técnica Superior de Enfermagem – é o nível mais alto de enfermagem, cujo uniforme é uma calça ou saia branca e jaleca branca. Estes técnicos superiores possuem um crachá de identificação com uma barra amarelada. A baixo desta escala, existe a técnica média de enfermagem, que possui o mesmo uniforme de trabalho que as do nível superior, diferindo apenas no crachá, porque no do médio a barra de identificação é vermelha. Nas especialidades, temos enfermagem de Obstetria, de Pediatria. Entretanto, no nosso país existe apenas uma enfermeira doutorada e especializada em enfermagem de investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo