DestaqueReportagem

Aumentam queixas na televisão digital

  • Cidadãos falam de falhas contastes de sinal, baixa qualidade de transmissão e apagões frequentes

Seis meses após o desligamento do sinal analógico, algumas famílias denunciam graves problemas de oscilação da imagem e mesmo de apagões em algumas regiões do país.

Os televisores quase ficam mudos, havendo casos de falta de acesso a alguns canais.

Armando Matusse, 32 anos, reside no bairro de Albasine, na cidade de Maputo. Aderiu à televisão digital há quatro anos. Nos finais do ano passado, depois do apagão, começou a ter dificuldades para captar o sinal.

“Renovámos o pacote que usávamos habitualmente, mas simplesmente não conseguimos ver nenhum canal. Contactámos a linha do cliente, seguimos todas as instruções, mas o problema nunca foi solucionado”, relata.

Por causa disso, Matusse mudou de operador, mas a tranquilidade só durou três meses. Conta que se não eram falhas, sobretudo na hora do noticiário, ocorria um apagão sem explicação.

“Já tentámos mudar de pacote, mas os problemas continuam. Acredito que, por causa do número de usuários, o sinal está a enfraquecer”, afirma.

Enquanto não encontra solução para o problema, Armando diz ao domingo que tem recorrido às redes sociais para aceder à televisão.

Quem também não tem conseguido desfrutar de uma boa qualidade de imagem e som é Beatriz Magui, residente no bairro de Infulene “A”, na província de Maputo. Afirma que os cortes da emissão têm tornado o simples acto de ver televisão um verdadeiro martírio. Leia mais…

TEXTO DE HERCÍLIA MARRENGULE

FOTOS DE CARLOS UQUEIO

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo