Política

Gabriel Muthisse: ataques demonstram a falta de seriedade por parte da Renamo

O Chefe da delegação do governo e ministro dos transportes e comunicações, Gabriel Muthisse, lamentou os ataques que têm sido perpetrados pela Renamo contra alvos civis e militares.

Para Muthisse, os ataques demonstram a falta de seriedade por parte da Renamo.
O governo foi acomodando um conjunto de exigências, algumas delas irrealistas vindas da Renamo. O governo aceitou uma presença massiva dos partidos políticos nos órgãos eleitorais. O governo aceitou a partidarização parcial de um órgão de administração do Estado no pressuposto de que esses eram factores fundamentais decisivos para a manutenção da paz no nosso país”, afirmou Muthisse.
Ele acrescentou que “criamos condições para que o líder da Renamo se recenseasse. Todo esse exercício foi uma demonstração do cometimento do governo para com a paz.”
O Ministro exigiu, na conferência de imprensa, que a Renamo explicasse as razões da violência. “Porquê é que regressa a práticas de terrorismos, matando pessoas, destruindo bens úteis para o desenvolvimento do Estado? Isso é demonstração cabal de que ela não cumpre com as suas próprias palavras”, frisou Gabriel Muthisse.
Sobre a integração da Renamo nas Forças de Defesa e Segurança (FDS), Muthisse deixou claro que isso só poderá acontecer depois de esta formação política se desmilitarizar.
A Renamo tem de perceber que o processo da sua integração dependente da sua desmilitarização. Ela deve entender que não pode exigir a retirada das FDS de nenhum canto do país, enquanto ela não se desmilitarizar”, disse Muthisse.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo