Opinião

NÃO BASTA SER-SE MEMBRO DUM PARTIDO DEVE-SE MILITAR

“Nem todo o que me diz ‘Senhor, Senhor!’ entrará no reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai” ‒ Mateus 7:21

Para alicerçar a minha afirmação de que “NÃO BASTA SER-SE MEMBRO DUM PARTIDO DEVE-SE MILITAR NELE”, hoje começo por socorrer-me de uma célebre frase da História da antiga Roma do imperador Júlio César. A frase é bastante conhecida e é citada por muitos políticos e não só. Trata-se da frase “À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”. A seguir descrevo a história do seu (da frase) nascimento. No dia 1 de Maio do ano 62 a.C., decorria, em casa do Imperador Júlio César, a festa da Bona Dea “Boa deusa”, uma orgia báquica, reservada exclusivamente às mulheres. A celebração tinha sido organizada por Pompeia Sula, segunda mulher de Júlio César, ao que consta, uma mulher jovem e muito bela. Acontece que um tal Publius Clodius, jovem rico e atrevido, estava apaixonado por Pompeia, a mulher do Imperador. Não conseguiu conter os seus sentimentos: disfarçou-se de tocadora de lira e, clandestinamente, introduziu-se no recinto da festa, na esperança de chegar junto de Pompeia. Mau grado seu (dele), foi descoberto por Aurélia, mãe de César, sem que tivesse conseguido os seus intentos. Nesse mesmo dia, todos os romanos conheciam a peripécia e César decretou o divórcio de Pompeia. 

Texto: Kandiyane Wa Matuva Kandiya

nyangatane@gmail.com 

Leia mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo