Opinião

INVASÃO DE “MASINGITA” NAS TELEVISÕES

"O homemdepravado cava o mal, e nos seus lábios há como que fogo ardente. O homem perverso instiga contendas, e o difamador separa os maiores amigos" (Provérbios 16:27-28)

Por "Masingita",(lê-se Massinguita), (Malavi em Emakhuwa), designa-se aquilo que provoca Caiporismo, Atribulação, Azar se quisermos. A moda pegou rapidamente nas Televisões. Até há pouco tempo os locais ideais para o fabrico e disseminação de "Fofocas", era nos "Cafés" e Barracas. Aí, entre copos e acepipes, os amigos juntavam-se num "bate-papo" informal noites adentro.  Um dos males da"fofoca" (entre muitos), é a desigualdade sociocultural dos seus mentores. Devido a isso, (uns nasceram junto dos Currais e cresceram bebendo leite (wubisi) fresco,ordenhado  directamente da teta da vaca, esquivando-se dos coices das vacas, picadas e mordidelas de vespas e cobras, outros nasceram em berços de ouro, alimentando-se de leite artificial em pó, através dos biberões), o modo de conceber e compreender as coisas difere muito, pois cada um arrasta consigo as recordações de infância que lhe moldam a sua vida, bem como o estado da sua Saúde mental. Segundo a OMS, (Saúde & Qualidade de Vida – Saúde & Nutrição), Saúde é: “o completo bem-estar e pleno desenvolvimento das potencialidades físicas, psico-emocionais e sociais e não a mera ausência de doenças ou enfermidades”. Dessa forma, o ser humano está saudável quando apresenta uma relação produtiva e harmónica com o seu meio ambiente, na sua cultura e na época vigente. Disso resulta que, misturar "cérebros" de proveniência adversa, não costuma trazer resultados saudáveis. Enquanto que ontem, as Televisões convidavam por exemplo reconhecidos "experts" na área dos Petróleos para explicarem como o valorda gasolina cobrado lá fora interfere no que o consumidor paga nas bombas, por se reconhecer que o aumento do custo do Combustível interfere na vida do Cidadão em geral, hoje, cada "Televisão", tem os seus comentaristas residentes. As "Televisões" viraram "Tindzaveiros", fomentadores de(Fofocas). Segundo os Brasileiros, um "fofoqueiro", (Nya Manzenze emChangana), é uma pessoa que tem informações privilegiadas sobre outras pessoas e revela essa informação àqueles que não precisam saber. Os Fofoqueiros falam dos erros e defeitos dos outros. Revelam detalhes potencialmente embaraçosos ou vergonhosos sobre a vida alheia, desviando-se assim, daquilo que seria útil para a sociedade. Até os verdadeiros "experts", já sentem vergonha de alinhar com alguns cuja bagagem cultural é comprovadamente comprometedora. (Nem garfo nem faca na mesa, como sói dizer-se). Dou como exemplo,  a discussão em torno do valor da Tocha que transporta a "Chama da Unidade Nacional". Pena é quea vergonha e o ridículo não matam, pois as Agências Funerárias não teriam mãos a medir. Alguns dos ditos "Convidados Residentes", expõem-se a fazer figurinhas tristes e  patéticas de ressuscitar até os finados! Já me perguntei várias vezes o porquê é que, muita gente fala de coisas que nem sempre as dominam!? Indivíduos que, mesmo sem conhecermos as suas idades, pelo menos pelas suas fisionomias dá para ver que, deviam estar a tomar conta dos seus negócios particulares ou a entreter os seus netinhos fazendo macaquices nas suas casas! Será humanamente possível que alguém sejaomnisciente, omnipotente sabedor de tudo, fazer tudo directinho e ser imaculado!?Será que se esquecem que TODOS, (eles incluídos), acabaremosem algum lugar onde ninguém irá procurar-nos? I nje a hi Masingita wo lawa? (não será isto emanação da verdadeira Masingita!) Que Deus nos acuda!

Kandiyane Wa Matuva Kandiya

nyangatane@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo