DestaqueNacional

União Africana condena golpes de Estado

A União Africana é contra golpes de estado e instalação e constituição de governos não democraticamente eleitos, disse esta tarde, em Adis Abeba, na Etiópia, a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo Ndlhovo.

Aliás, segundo Verónica Macamo Ndlhovo, o tema foi escalpelizado durante a reunião do Conselho Executivo, órgão que congrega os ministros que superientendem a área dos negócios e estrangeiros e cooperação da UA, que decorreu entre quarta-feira e madrugada de hoje, em preparação da Cimeira de Chefe de Estado e de Governo que amanhã se inicia na sede da organização, Adis Abeba

“Falamos profundamente da recente situação ocorrida na Guiné Bissau e a União Africana não concorda com este cenário, porque não só cria um mal estar, como também é um atentado contra a democracia”, disse a ministra. Em menos de dois anos o continente africano foi assolado por pelo menos três golpes de estado – Mali, Guiné Conacri e Burkina Faso, para lém de uma tentativa em Guiné Bissau, muito recentemente.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo