DestaqueNacional

Primeiro declarante confirma participação na criação da Gips

Joia Haquirene, o primeiro declarante a ser ouvido no julgamento do processo das dívidas não declaradas, diz ter participado directamente na constituição da sociedade Gips, com Raufo Ira, em representação do SISE, tendo  chegado a assumir a função de administrador. 

Conforme explicou, trata-se de uma sociedade por quotas, com 30 por cento controlados pelo antigo director-geral do SISE,  o réu Gregório Leão, e os restantes 70 por cento eram detidos pelos Serviços Sociais do SISE, para beneficiar os trabalhadores.

“A minha tarefa era de constituir uma empresa em representação dos serviços. Tinha que encontrar fundos para sustentar e acrescentar actividades que pudessem gerar lucros”, afirmou.  

O declarante está afecto ao SISE, deste 1979, assumindo actualmente o cargo de director nacional. 

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo