Nacional

Nasce mais uma mina em Tete

A empresa chinesa Kingho Mozambique Mining assinou, semana finda, em Maputo, um acordo de accionistas com a Monte Binga e a Empresa Moçambicana de Exploração Mineira (EMEM) para a constituição de uma sociedade comercial para um projecto que compreende a concepção, financiamento construção, exploração de uma mina de carvão e instalações de processamento, no distrito de Moatize, na Província de Tete.

A empresa chinesa detém 80 por cento das acções, Monte Binga e a EMEM ficaram 10 por cento, respectivamente. Aquela sociedade vai permitir a realização de trabalhos de pesquisas e prospecção e desenvolvimento mineiro na província de Tete.

Dados disponibilizados pela Ministra dos Recursos Naturais, Esperança Bias, indicam que a empresa chinesa, que opera em Moçambique desde 2010, vai entrar com todo o investimento, enquanto que as moçambicanas são parceiras com uma percentagem sem custos.

Para o desenvolvimento dessa mina, a King Ho convidou parceiros moçambicanos para, conjuntamente, trabalharem zona. Queremos encorajar para que este consórcio seja bem desenvolvido, que esta seja a primeira mina do grupo e que possamos daqui a algum tempo testemunhar outras áreas de cooperação”, disse.

Aliás, a Kingho está a financiar a formação de 100 estudantes na China em diversos cursos, incluindo na área mineira. Esperança Bias encorajou ao grupo a continuar a formar cada vez mais moçambicanos em diferentes áreas do saber.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo