Nacional

IGT sanciona construtora Teixeira Duarte

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) a nível da Cidade de Maputo, suspendeu, com efeitos imediatos, 16 cidadãos estrangeiros, maioritariamente de nacionalidades portuguesa e sul-africana, contratados ilegalmente pela empresa construtora Teixeira Duarte-Moçambique.

Os estrangeiros em referência encontravam-se a trabalhar na obra de construção das futuras instalações do Banco de Moçambique (BM), na Avenida 25 de Setembro, baixa da cidade de Maputo.

Trata-se de cidadãos cujos mecanismos e procedimentos para a sua contratação não observaram os requisitos exigidos por lei, o que resultou na suspensão imediata das suas actividades e a respectiva entidade empregadora sancionada, nos mesmos termos. 

Uma nota do Ministério do Trabalho Emprego e Segurança Social refere que os trabalhadores em causa foram surpreendidos nas empresas subcontratadas pela Teixeira Duarte, nomeadamente o Consórcio Improvair Soclima, a JFS Forjadora e a PREPLAN.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo