DestaqueEm Foco

Filipe Nyusi: a nossa figura do ano

Durante o ano 2021, a conjuntura socioeconómica a nível nacional – influenciada pelo impacto negativo do terrorismo na zona norte do país, concretamente na província de Cabo Delgado, e pelos ataques armados protagonizados pela autoproclamada Junta Militar da Renamo, na região centro – deixou um país inteiro envolto em incertezas.

Para agravar a situação, a pandemia do novo coronavírus colocou outros desafios, adicionados à necessidade de responder de forma satisfatória às consequências dos desastres naturais que ciclicamente assolam Moçambique.

Este cenário exigiu da máquina governativa políticas assertivas a vários níveis, bem como estratégias ajustadas para responder com urgência às necessidades do momento: travar a destruição do tecido socioeconómico e preservar a soberania nacional.

O povo moçambicano – dum modo geral – foi colocado à prova, e o seu estadista, Filipe Nyusi – de forma particular – numa posição que exigiu de si capacidade analítica para superar momentos adversos, alguns dos quais críticos.

Hoje, a escassos dias do fim de 2021, Moçambique está firme no caminho rumo ao desenvolvimento, contrariando de maneira considerável o cenário obscuro do passado.

Dentre vários protagonistas nessa reviravolta, um destaca-se: o Chefe do Estado, Filipe Nyusi, eleito pelo semanário domingo a figura do ano. Ora vejamos os principais pontos que ditaram a nossa escolha: Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo