Em Foco

Congestionamento perto do fim

O ministro de Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Carlos Bonete, mostrou-se satisfeito com o decurso das obras de construção da Estrada Circular de Maputo que compreende a construção de 74 quilómetros de estrada, incluindo viaductos e pontes ferroviárias.

Bonete, que visitou o empreendimento na manhã de ontem, disse as obras agora em curso satisfazem na medida em que estão a ser desenvolvidas com a necessária normalidade e que grande parte dos troços já se encontram asfaltados e com a necessária qualidade.

A construção da Estrada Circular de Maputo, que está a ser orientada pela Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, E.P, (EDMS) estão executadas em 75 por cento, faltando proceder à conclusão das obras nos nós de Zimpeto, Marracuene e três pontes ferroviárias nos bairros de Albazine, Marracuene e Maola-Gare.

Trata-se de uma obra que visa descongestionar a circulação rodoviária na cidade de Maputo e arredores e que já beneficia a muitos automobilistas que entram e saem desta urbe usando os troços já concluídos.

No quadro da execução destas obras, amanhã (segunda-feira), será demolida a ponte da Cosa de Sol, localizada na avenida marginal, para dar lugar à construção de uma nova ponte, o que obrigou à interrupção do tráfego na actual ponte, a partir de ontem, e à construção de uma ponte metálica que vai servir de alternativa.

Dados em nosso poder indicam que a estrada circular estará concluída até ao final deste ano e que na obra de construção da ponte Maputo-Catembe foi iniciada a construção dos maciços de ancoragem nas duas margens, incluindo as estacas dos pilares na margem Sul, ou seja, do lado da Catembe.

Segundo o ministro Carlos Bonete, a Estrada Circular de Maputo contará com quatro portagens na área de Maputo, cuja localização ainda está a ser analisada e que a construção da ligação entre a Catembe e Ponta de Ouro já está em curso.

Para que o caro leitor tenha uma ideia das obras em curso, o domingo apresenta algumas imagens colhidas em diferentes locais e que ilustram as diferentes fases em que este empreendimento se encontra.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo