Economia

TERMOS ECONÓMICOS

ALIENAÇÃO é a venda, por investidor não residente no país, de participação societária (acções ou quotas) detida em empresa receptora moçambicana.

AMORTIZAÇÃO é a redução gradual de uma dívida de pagamentos periódicos combinados entre o credor e o devedor. Significa também a redução periódica de certo percentual de um valor activo, no período de alguns anos.

APÓLICE – documento de promessa de pagamento: apólice da dívida pública referente a um empréstimo feito por seu possuidor ao governo; apólice de seguro, pela qual a empresa emitente compromete-se a pagar, a pessoas ou empresas, uma importância em dinheiro no caso de ocorrência de certos factos como acidente, morte, perda de determinado bem, entre outros.

BENS DE CONSUMO são bens destinados directamente ao atendimento das necessidades dos consumidores. Podem ser classificados em duráveis (fogões, automóveis) ou não duráveis (alimentos, produtos de higiene e limpeza).

BENS IMÓVEIS – entendem-se os que, por sua natureza de imobilidade ou fixação ao solo, seja natural ou artificial, mas de modo permanente não se possam mover, em seu todo, sem se desfazerem ou se destruírem.

CADASTRO – conjunto de informações económicas, financeiras, comerciais e sociais, referentes a pessoas ou empresas, que permite decidir quanto aos riscos de uma operação comercial ou financeira.

CHEQUE – ordem de pagamento em dinheiro à vista, a favor de terceiros ou do próprio emitente, emitida sobre fundos disponíveis em poder do banco.

CHEQUE NOMINAL é o que tem expresso o nome do beneficiário e será transmissível por endosso.

CHEQUE PREDATADO – é aquele emitido com data futura para desconto ou depósito. A qualquer tempo que o cheque for apresentado ao banco será aceito, caso haja fundos.

CONJUNTURA – termo que define a situação económica de um determinado momento, em um país, o fluxo e refluxo de actividades ou, de um modo genérico, as condições do mercado.

CRÉDITO – forma de comercialização na qual o vendedor entrega imediatamente o bem comprado e concede ao comprador um prazo para realizar o pagamento, de uma só vez ou parcialmente. Em finanças diz-se que um banco concedeu crédito ao cliente quando lhe faz um empréstimo.

DEPÓSITO – valor deixado sob a guarda e responsabilidade de instituição financeira.

DESCONTO – contrato por via do qual o banco, deduzindo antecipadamente juros e despesas da operação, empresta à outra parte certa soma de dinheiro, correspondente, de regra, a crédito deste, para com terceiro, ainda não exigível. 

DESPESA – gasto monetário num bem útil a uma pessoa ou entidade e que é consumido no acto da sua utilização.

ENDOSSO – acto de assinar nas costas dos títulos de crédito à ordem. O endosso transfere os direitos declarados no título. É forma de transmissão de propriedade, mas o endossante é coobrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo