Economia

Bias desafia administração da ENH a transformar gás em riqueza para moçambicanos

A Ministra dos Recursos Minerais, Esperança Bias, desafiou ontem o novo Conselho de Administração da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) a concentrar os seus esforços na transformação do gás da Bacia do Rovuma em riqueza para os moçambicanos.

O desafio foi lançado, em Maputo, durante a cerimónia de tomada de posse dos os membros do Conselho de Administração da ENH, recentemente nomeados na sequência do fim do mandato do elenco anterior.
Estamos num momento de grande responsabilidade. Todos os moçambicanos estão a espera de ver como vamos monetizar esse gás e quais os benefícios para o país. Vocês, como gestores, têm o dever de fazer com que essa monetização aconteça e que seja de forma sustentável de modo que os moçambicanos possam usufruir e se sintam contemplados”, disse Bias.
Os novos membros deste órgão são Joaquim Caronga, que renovou mais um mandato no cargo de Administrador do Pelouro de Administração e Finanças, Paulino Gregório, que antes respondia pela área de Engenharia e Projectos de Desenvolvimento e que agora passa para Administrador do Pelouro de Pesquisa e Produção, Tavares Martinho, que era Administrador da área de Pesquisa de Hidrocarbonetos e que passa para Administrador do Pelouro Comercial, e Nilsa Issufo, que passa de Chefe de Departamento de Engenharia para Administradora do Pelouro de Engenharia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo