DestaqueReportagem

CIRURGIA DE CORAÇÃO ABERTO: HCM opera 300.º paciente

Na última quarta-feira, quando o relógio marcava 9 horas e 30 minutos, entrava no Bloco Operatório do Banco de Socorros do Hospital Central de Maputo (HCM) o tricentésimo (300.º) paciente para a cirurgia de coração aberto. domingo esteve presente para registar o momento.

Atílio Morais, médico cirurgião cardiovascular torácico, liderou uma equipa composta por quinze profissionais de saúde nacionais, nomeadamente três cirurgiões, dois anestesistas, dois perfusionistas (profissional capacitado para operar a máquina extracorpórea em cirurgias torácicas e cardíacas), dois instrumentistas, responsáveis por fornecer e controlar os materiais que o cirurgião necessita), três auxiliares e três técnicos anestesiários.

A tricentésima paciente, de trinta e seis anos de idade, foi diagnosticada com regurgitação mitral, ou seja insuficiência mitral severa (escoamento anormal do sangue pela válvula mitral, do ventrículo esquerdo no átrio esquerdo do coração).

Esta anomalia foi revelada através da ecocardiografia, exame médico usado para visualizar o coração com a finalidade de avaliar as condições cardíacas ou diagnosticar suspeitas de problemas cardíacos, que fazia com que a paciente sentisse falta de ar após esforços leves, tivesse tosse constante, cansaço excessivo, palpitações e inchaço nos pés e tornozelos.

NA SALA

À entrada na sala de cirurgia, a paciente foi submetida a uma anestesia, de seguida feita uma incisão vertical no centro do tórax e cortada o esterno (osso localizado no centro do tórax). Após isso, foi ligada à máquina de circulação extracorpórea, que extrai o sangue por meio de tubos e faz o bombeamento do sangue. Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo