DesportoDestaque

Moçambola-2021 termina esta tarde

O Moçambola-2021 encerra esta tarde com a disputa dos últimos cinco jogos da vigésima sexta jornada, iniciada ontem. A competição deste ano chegou à última jornada sem decisões relevantes.

Há uma semana, a Associação Black Bulls conquistou o inédito título mercê do triunfo (3-1) frente ao Ferroviário da Beira, que se contentou com o segundo lugar. Os dois conjuntos serão os representantes de Moçambique nas Afrotaças de 2022/23.

O Matchedje de Mocuba entra em campo hoje depois de se ter juntado ao Textáfrica de Chimoio e Desportivo de Maputo na “liguilha” que vai determinar a décima primeira formação que se mantém no Moçambola.

A Black Bulls é ainda a equipa com mais golos marcados, mais vitórias, menos derrotas e, provavelmente, será a equipa com menos golos sofridos.

Perante isso, o que ainda poderá animar a ronda é a decisão em relação aos prémios individuais da prova. É que, apesar da vantagem sobre a concorrência, a luta pelos prémios individuais (melhor marcador e guarda-redes menos batido) ainda não está fechada. Ejaita, com 17 golos, é quem está melhor posicionado, mas tem Djei, que soma menos cinco, na perseguição. Ivan, que alinhou em 23 jogos, leva vantagem nos guarda-redes menos batidos, pois sofreu 15 golos, enquanto César Machava, com menos jogos feitos, sofreu 10.

LICHINGA PROCURA FECHAR EM GRANDE

O Ferroviário de Lichinga, que em ano de estreia no Moçambola ocupa a terceira posição, vai querer fechar, hoje, a prova em grande na recepção ao Costa do Sol.

O Ferroviário da Beira recebe o Textáfrica no clássico da zona centro. O Ferroviário de Nampula enfrenta o seu homónimo de Nacala. O Matchedje defronta a União Desportiva do Songo e o Ferroviário de Maputo recebe a Liga Desportiva de Maputo.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo