Desporto

MEMÓRIA – RAMOS SIQUICE: “Vhatazula”, o poeta da bola

Numa residência quase nas “barbas” do extinto campo do Xipamanine nasceram dois meninos da família Siquice. Luís, já falecido, o mais velho, e Ramos. Não se pode afirmar com categoria que o “bichinho” do futebol tenha surgido pela localização da residência dos seus pais, mas, não haja dúvidas, deu uma ajuda.

Daquele bairro tinham surgido, em outros tempos, jogadores de bom nível, dos quais destacamos Bacar Xicandarinha, jogador polivalente que evoluiu no Mahafil e Atlético Mahometano, pai de Abdul e Zainadine Mulungo, antigas estrelas do Maxaquene e da selecção nacional, e avó de Zainadine Júnior, iniciado na então Liga Muçulmana, mas notabilizando-se no Desportivo, de onde se projectou ao profissionalismo português. Zainadine, como é sabido, está vinculado ao Marítimo, jogando sempre a titular, como tem acontecido nos “Mambas”. É preciso realçar que da família Mulungo também se destacou Kabur, irmão de Bacar Xicandarinha.

Foi daquele bairro que também saíram Gil Guiamba, Mandoviana, Ribeiro, outros dotados, que jogaram primeiro no Nova Aliança, um clube do bairro do Xipamanine, por onde desfilou Humberto Matsolo, pai do agora técnico Sérgio Faife Matsolo. Leia mais…

TEXTO DE JOCA ESTÊVÃO

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo