DestaqueSociedade

Transportadores propõem revisão da tarifa do “chapa”

Os operadores de transporte semicolectivo de passageiros, vulgo “chapa-100”, manifestaram, sexta-feira, nas cidades de Maputo, Nampula e província de Manica, ao Governo o interesse de reajustar a tarifa em vigor desde princípios do presente ano, em alguns pontos do país.

Os transportadores entendem que o aumento do preço de combustível veio a piorar as dificuldades que vêm enfrentando para suprir os custos de manutenção das viaturas.

O presidente da Associação dos Transportadores Rodoviários da cidade de Maputo, Baptista Mucavele, disse que a sua agremiação pretende acrescentar oito Meticais à tarifa actual.

Assim sendo, nas rotas onde o passageiro paga 12 Meticais, a proposta é que se passe a cobrar 20 e 23 Meticais nas rotas onde actualmente vigora a tabela de 15. Para o efeito, Mucavele explicou que vai submeter a proposta de revisão da tarifa do transporte semicolectivo de passageiros esta segunda-feira ao Conselho Municipal da cidade de Maputo, para a sua apreciação.

“Gostaríamos que a proposta fosse apreciada e aprovada urgentemente, pois a nova tabela dos combustíveis está a apertar as contas dos operadores. O negócio não está a trazer rendimento”, disse.

Mucavele alertou que a demora de resposta do conselho municipal poderá agravar o problema de falta de transporte na capital do país.

Face às dificuldades que os transportadores estão a enfrentar, alguns ameaçam parquear as suas viaturas, apontou. Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo