Sociedade

Rádio Moçambique e Vodacom Acordam combate à malária

A Rádio Moçambique (RM) e a empresa de telefonia móvel, Vodacom, rubricaram na última quinta-feira um acordo de cooperação que visa desenvolver iniciativas de combate à malaria. Para tal,serão elaborados programas radiofónicos semanais de 15 minutos que serão difundidos nas diferentes estações emissoras da RádioMoçambique espalhadas pelo país.

Os mesmos serão transmitidos em 19 línguas moçambicanasatravés das quais aquela Rádio faz emissões, para além do português. Esta medida serve para permitir que a mensagem a ser difundida abranja todos os cidadãos.

Nos programas poderão constar mensagens, de entre várias, sobre como se deve prevenir da malária e as melhores formas de uso da rede mosquiteira, assim como a sua importância.

De acordo com uma nota da Vodacom, para captar a atenção dos ouvintes e actuar de forma mais eficaz no combate à doença, a parceria entre as duas instituições contará igualmente com a colaboração do Ministério da Saúde, que será responsável pela elaboração dos conteúdos a apresentar nas várias edições do programa.

Após rubricar o acordo, SalimoAbdula, Presidente do Conselho de Administração da Vodacom, referiu que a meta desta iniciativa é fazer chegar a mensagem sobre medidas a tomar no combate contra a malaria a maior número de cidadãos.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração da Rádio Moçambique,FarucoSadique, disse que a sua estação emissora vai trabalhar no sentido de fazer chegar essa mensagem a todos os moçambicanos, uma vez que as suas emissões chegam inclusiveem zonas de difícil acesso.

“Queremos alcançar até aqueles que não sabem ler. Acreditamos que vamos conseguir porque a RM transmite as suas emissões em 19 línguas nacionais faladas no país, sem contar com o português e inglês”,disse.

Lembrou ainda que a sua direcção recebeu o convite da Vodacom porque, esta empresa, entende que o papel da Rádio, para além de informar, é de formar e alertar, transmitindo aos cidadãos conteúdos relevantes que nesse caso irão contribuir directamente para o seu bem-estar.

Recorde-se que cerca de 35 mil crianças morrem anualmente no país infectadas pela malária.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo