Sociedade

Matola terá novo edifício-sede

O Conselho Municipal da Matola terá um novo edifício sede, cuja construção inicia ainda no presente semestre. A infra-estrutura terá nove andares e vai albergar todas vereações municipais.

A empreitada resulta da necessidade de conferir maior comodidade e concentração dos serviços prestados pela edilidade, actualmente distribuídos por vários edifícios.

O presidente do Município da Matola, Calisto Cossa, disse que já está disponível o financiamento para o empreendimento e já foram realizados estudos técnicos para o início das obras.

Sem revelar o custo do empreendimento, o edil da Matola assegurou que a infra-estrutura será inaugurada muito antes de 2018, ano de fim do actual mandato autárquico.

É um projecto que já foi aprovado pela Assembleia Municipal e que vai conferir maior dignidade ao Município da Matola. As obras terão início brevemente, indicou.

Segundo a fonte, o novo edifício vai permitir que as diferentes unidades orgânicas do Conselho Municipal funcionem próximasuma das outras, o que deverá contribuir para um melhor funcionamento dos diferentes serviços prestados ao público.

Num outro desenvolvimento, Calisto Cossa revelou que acaba de iniciar a construção de novas instalações para sedes dos postos administrativos e todos os 42 bairros da autarquia, visando melhorar a prestaçào de serviços aos utentes.

Tal como referiu, a edilidade prevê a construção de 42 sedes dos bairros até final de 2018, devendo até Dezembro do presente ano concluir 12 edifícios. O programa iniciou em finais do ano passado com a construção de raíz da sede do Posto Administrativo Municipal da Matola Sede, cujas obras estão na fase final e custaram cerca de três milhões de meticais.

Acrescentou que o projecto visa garantir a eficácia dos serviços prestados aos munícipes na autarquia.Referiu que a primeira fase do programa inclui a construção e reabilitação das sedes dos postos administrativos e a segunda vai compreender as sedes de todos bairros.

Os postos administrativos de Infulene e Machava beneficiaram de reabilitação e ampliação, o que permitiu a instalação de postos de cobrança de impostos. Na Matola Sede estamos a erguer um edifício de raiz com fundos próprios,indicou.

Adirecção do Município pretende que os munícipes encontrem todas as respostas dos seus problemas e preocupações o mais próximo possível das suas residências, pelo que,paralelamente às obras, decorre um processo de afectação derecursos materiais e humanos nos bairros.

“As 42 sedes dos bairros vão integrar serviços diversos que actualmente não estão disponíveis a nível local, como de polícia municipal e cobrança de impostos. Queremos ter toda micro gestão da Matola no bairro e entendemos que vamos facilitar os munícipes”, explicou.

Outro objectivo do programa em curso é incrementar o nível de colecta de receitas a nível do Município. A ideia é aproximar cada vez mais os postos de cobrança dos munícipes.

Pretendemos que os munícipes paguem suas taxas e impostos nos respectivos bairros, sem necessidade de fazerem grandes deslocações como sucede actualmente. Estamos a descentralizar todo o tipo de serviços para o local mais próximo dos nossos munícipes– observou Calisto Cossa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo