Sociedade

Distritos recebem ambulâncias

Cinco distritos da província de Manica receberam igual número de ambulâncias, novinhas, em folha, para reforçar a capacidade de transporte de doentes.

Trata-se de cinco ligeiras e uma mini-bus entregues aos distritos de Guro, Machaze, Vanduzi, Macate e cidade de Chimoio que passam a assegurar o transporte de pacientes para Hospital Província de Chimoio (HPC), a maior unidade sanitária da província.

 A cerimónia pública de entrega destes meios circulantes decorreu no recinto do edifício do governo local e foi orientada pelo governador da província de Manica, Alberto Mondlane.

As viaturas foram adquiridos pelo governo central cujo valor não foi revelado. Para além das cinco ambulâncias, o chefe do executivo provincial de Manica procedeu a entrega duma mini-bus de trinta lugares para transporte de estudantes do Instituto de Ciências de Saúde de Chimoio (ICSC).

Dirigindo-se aos beneficiários, Alberto Mondlane desafiou os distritos a usarem os meios com racionalidade para que sirvam durante longos anos à população. O governador assegurou que o governo continuará a resolver gradualmente o problema de falta de meios circulantes para transporte de doentes particularmente nas zonas rurais.

As ambulâncias devem servir especificamente para atender às preocupações da população e não para outro tipo de actividades, porque isso poderá contribuir para sua rápida degradação”, advertiu.

Por seu turno, o director provincial de Saúde de Manica, Juvenaldo Amós, referiu que as novas viaturas vão aumentar e reforçar a frota de ambulâncias existentes, facto que poderá concorrer para o melhoramento de assistência aos doentes.

" Hoje ainda só atendemos as sedes distritais, mas o governo tem a consciência de que os postos administrativos e localidades ainda carecem desse tipo de meios. As próximas vezes estas regiões serão cobertos por ambulâncias. O que pedimos é que tenhamos paciência porque as dificuldades serão ultrapassadas", disse,    

Sobre a mini bus, Juvenaldo Amós disse que vai resolver o problema de congestionamento dos estudantes numa só viatura para os diferentes campos de estágio pré-profissional ao nível da província e outras regiões circunvizinhas. O instituto passará a contar com duas mini bus para transporte de estudantes apesar de uma apresentar-se bastante desgastada. 

Para Moguene Candieiro e Lucas Chichongue, administrador e secretário permanente dos recém-criados distritos de Macate e Vanduzi, a oferta de ambulâncias é de louvar, porque vão aliviar o sofrimento da população que era transportada em condições deploráveis para as unidades sanitárias. Aliás, bicicletas, motorizadas e tracção animal eram algumas das alternativas encontradas pela população para o transporte de doentes graves, o que por vezes resultava em mortes extra-hospitalares.

Texto de Domingos Boaventura

mingoboav@yahoo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo