Sociedade

Cirurgia moderna aplicada com sucesso

Pacientes com doenças coronárias, que beneficiaram, há dias, de cirurgia com recurso às novas tecnologias, foram submetidos a essa operação com sucesso, de acordo com dados avançados por Domingos Diogo, médico cardiologista e Director Clínico do HCM.

Entretanto, de acordo com este médico car­diologista, até à sema­na finda, acima de dez doentes diagnosticados com doenças coronárias encon­travam-se na lista de espera para beneficiar do novo serviço de cirurgia, implementado pela primeira vez numa unidade hospitalar pública do país.

A nova tecnologia, avançou Dr. Diogo, vai permitir que o ser­viço de Saúde Pública responda à demanda, no que diz respeito ao perfil epidemiológico que se verifica ao longo dos tempos nesta área.

Nas consultas de cardio­logia, temos diagnosticado, por semana, um a dois pacien­tes com doenças coronárias, o que faz com que o Serviço de Saúde Pública se sinta se na obrigação de intervir nesta área de forma mais profícua, referiu.

Para o efeito, serão operados por semana três pacientes em intervenções que podem levar, cada uma, três a quatro horas.

Para a realização das ci­rurgias, o HCM conta com uma equipa médica sénior composta por quatro cardiologistas e igual número de anestesistas, três ci­rurgiões, dois instrumentistas, um psicólogo e dois fisioterapeu­tas, dos quais um na reanimação e outro na enfermaria.

De referir que esta equipa é composta por médicos e enfer­meiros nacionais treinados na Espanha.

CIRURGIAS SERÃO GRATUITAS

De acordo com o Director Clí­nico do HCM, Domingos Diogo, os novos serviços de cardiologia serão realizados a título gratuito e espera-se que possam respon­der à demanda que se regista nesta área, que até um passado recente era apenas satisfeita pelo Instituto do Coração.

Destaque-se que no sector privado, esta cirurgia chega a custar até 35 mil dólares.

Dados avançados pelo Direc­tor Geral do HCM, João Fumane, indicam que parte dos pacientes recorria a serviços oferecidos em países como França, Portu­gal e Índia.

Recorde-se que o HCM ini­ciou intervenções cirúrgicas ao coração em 2007, nesta altura apenas realizava cirurgias a co­ração aberto.

Luísa Jorge
luisa.jorge@snoticicas.co.mz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo