DestaqueSociedade

Aprenda a fazer pelo menos um canteiro

  • Vovó Anita Armando

A vida não está fácil para ninguém. Pode até parecer um cliché, mas a verdade é que reflecte a realidade da maioria. Assim sendo, o importante é saber ‘se virar’, como sói dizer-se em gíria popular.

Entretanto, no que toca à gerência do lar, e para quem tem muitas ‘bocas’ por alimentar e outras contas por pagar, a coisa complica-se mais ainda.

Note-se que em alguns casos – sem querer pautar por hipérboles – a vida aperta de tal modo que a ‘mesa’ se vê prejudicada e vive-se literalmente à pão e água. Para evitar que não se chegue a tanto, a vovó Anita Armando aconselha a todas as mulheres, especialmente as que têm um espaço com terra que dê para cultivar, que ‘se orientem’ de diferentes formas. Realce-se, mais uma vez, que a vovó do jornal domingo não se refere a grandes extensões de terra, fala de pequenas porções dentro do quintal, e justifica-se: “hoje em dia, é complicado esperar somente pelo bolso do marido. Até nós as mais velhas, que não fomos à escola, também fazemos alguma coisa para ajudar, pegando na enxada”.

Assim, não resta outra saída senão complementar o rendimento familiar, “fazendo canteiros, para plantar ‘salada’ (alface), tomate, couve e outras coisas. A mulher deve ter ‘ideia’, mesmo aquelas que foram à escola, para não faltar comida em casa e poupar dinheiro para outras coisas”, encerrou.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo