Reportagem

Acidentes mancharam a festa

A morte de três pessoas e ferimento de outras quatro, um dos quais em estado muito grave, vítimas de um acidente envolvendo dois motociclistas, constituiu principal mancha da festa de transição para 2015 na província de Niassa.

O acidente ocorreu a 20 quilómetros do povoado de Licole, distrito de Sanga, e terá sido causado pelo excesso de velocidade que culminou com o choque frontal entre as motocicletas, conforme indicou o director da Ordem no Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique, PRM, Augusto Bobo.

Após o embate, segundo a mesma fonte, todos os ocupantes foram projectados violentamente para longe e, da queda, três tiveram morte imediata, enquanto os outros quatro feridos foram transportados para o Hospital Provincial de Lichinga para tratamentos médicos.

Bobo revelou ainda o registo de outros dois acidentes durante a passagem de ano, desta feita na cidade de Lichinga e na vila sede de Mandimba. O primeiro, segundo a nossa fonte, ocorreu na Praça da Liberdade, no centro da cidade de Lichinga, e envolveu um cidadão alegadamente alcoolizado, cuja viatura embateu num obstáculo fixo e capotou.

O segundo foi registado no povoado de Litunde, no distrito de Mandimba, envolvendo uma mulher, que na circunstância pedalava uma bicicleta quando se desequilibrou e caiu, tendo fracturado o fémur da perna direita.

De referir que nos últimos tempos, o número de acidentes na província de Niassa envolvendo motociclos tem se multiplicado assustadoramente, numa altura em que este meio de transporte tem sido, em quase toda a província, alternativa para o transporte de cidadãos, a maior parte dos quais de baixa renda, processo que, entretanto, não está a ser acautelado por quem de direito, uma vez que os seus motociclistas o fazem sem conhecimento de regras básicas de trânsito.

Todos os caminhos foram dar ao lago

Quase sempre, a praia de Chuanga, no Lago Niassa, em Metangula, tem sido a principal escolha para os residentes de Niassa passarem a festa de transição de ano e este ano não foi excepção.

Milhares de famílias, e de forma ordeira, decidiram passar a noite de 2014 para 2015 no Lago, ocupando por completo as suas belas e pacíficas praias. Durante a noite, o movimento de pessoas e viaturas era bastante agitado. Outras, ainda, optaram pelas casas de pasto ali existentes, que se mostraram insuficientes para satisfazer a demanda.

O movimento desusado de pessoas fez com que a PRM e a Saúde se acautelassem, mobilizando mais meios humanos e materiais para socorrer prováveis situações que resultassem do momento festivo.

Com o efeito, fontes do comando distrital da PRM e hospitalares da vila municipal de Metangula informaram ao nosso jornal que na noite de 2014 para 2015 não deram entrada quaisquer situações anómalas, salvo pequenas escoriações próprias de um dia agitado de pessoas e doenças comuns como, por exemplo, malária.

Por sua vez, o director da maior unidade sanitária de Niassa, Deolindo Arijama, disse que “este ano, as festas foram pacíficas e os cidadãos souberam controlar os excessos, o que fez com que o momento fosse realmente festivo e de alegria para todas as famílias da nossa província”,

Aliás, cidadãos ouvidos pela nossa reportagem foram unânimes em afirmar que as festas deste ano ultrapassaram todas as expectativas, numa alusão ao civismo e respeito pelo semelhante demonstrado por quase todos os cidadãos da província mais extensa do país.

Se a nível comportamental das pessoas, as coisas correram de feição, o mesmo não se pode dizer em relação aos preços. Aqui, maior parte dos produtos conheceram um aumento significativo, com destaque para aqueles que são essenciais para a alimentação do pacato cidadão.

Referimo-nos ao feijão que subiu dos anteriores 450 meticais a lata de 20 litros para os actuais 700 meticais e a batata Reno que custa agora 350 meticais, depois de sofrer um agravamento de mais de 200 meticais para cada lata de 20 litros. Os responsáveis do sector do comércio viram-se impotentes para travar tamanha especulação e aproveitamento.

André Jonas

andremuhomua@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo