Política

Vai ser estabelecido mecanismo de resposta

Um mecanismo de concertação responsável pela coordenação de respostas a casos de violação da liberdade de imprensa no país vai ser estabelecido dentro de dias, em Maputo, numa iniciativa

da IREX através do seu Programa para Fortalecimento da Mídia.

Neste âmbito, terá lugar no dia 21 de Fevereiro uma reunião electiva da Comissão de Resposta (Rapid Response Committee) acto para o qual estão convidados jornalistas, activistas e representantes de entidades ligadas à promoção da mídia e defesa de direitos humanos.

Segundo uma fonte da IREX a referida comissão de resposta irá reunir-se para coordenar acções que respondam de forma eficaz a casos em que jornalistas ou órgãos de informação são vitimas de situações que configurem violação da liberdade de imprensa, liberdade de expressão e flagrantes atentados à segurança e integridade de jornalistas ou órgãos de imprensa em Moçambique.

No seu vasto leque de actividade a Comissão de Resposta prevê, em casos de violação da liberdade de imprensa, níveis de intervenção que podem ser cumulativamente assistência jurídica, emissão de comunicados, missões de campo para verificação bem como requerimento do envolvimento de entidades internacionais de defesa e protecção de jornalistas tal como o Projecto Internacional de Advogados Seniores _ ISLP (InternationalSénior Lawyers Project). 

A IREX é uma ONG internacional sem fins lucrativos que, através da liderança e programas inovadores, propõe-se a promover uma duradoira mudança positiva a nível mundial. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo