DestaquePolítica

PR dirige-se à juventude  

O país, enquanto membro da União Africana, tem vindo a criar oportunidades multiformes para que a juventude participe, de forma efectiva, no processo de desenvolvimento, conforme plasmado na Carta Africana da Juventude, que é internamente materializada através da Política da Juventude e demais instrumentos normativos afins.

A asserção é do Chefe do Estado, Filipe Nyusi, numa mensagem alusiva à celebração, hoje, de 1 de Novembro, do Dia da Juventude Africana, que decorre sob o lema Quebrando Barreiras à Participação e Inclusão Significativa da Juventude na Advocacia.

Aliás, o lema deste ano, de acordo com Filipe Nyusi, chama atenção sobre a necessidade de se reforçar a participação dos jovens em processos de tomada de decisão sobre os assuntos de interesse colectivo, bem como na definição e implementação de políticas públicas que incidem sobre eles.

Nyusi acresceu que no país o Governo tudo tem feito para ampliar a voz dos jovens, com vista a garantir a sua participação no desenvolvimento do País e do continente.

Neles reside a esperança da criação de novas soluções para os desafios dos seus países – com destaque para soluções de desafios sociais, económicos e ambientais – porque o presente e o futuro do continente e do país pertencem aos jovens”, sublinhou  

O Chefe do Estado destacou igualmente que ao se celebrar esta data, rende-se homenagem a todas e a todos os jovens moçambicanos que, no meio de inúmeros desafios, continuam a dar o melhor de si em prol do desenvolvimento e defesa da soberania do país.

A data foi proclamada na 9ª Sessão Ordinária da Cimeira de Chefes de Estado de África, realizada de 25 a 29 de Junho de 2006, em Banjul, República da Gâmbia, em reconhecimento do importante papel da juventude nos processos de desenvolvimento do nosso continente.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo