Política

Guebuza em Presidência Aberta

O Presidente da República, Armando Emílio Guebuza, inicia amanhã na cidade     de Lichinga, província de Niassa, a Edição 2014 da Presidência Aberta e Inclusiva que o levará a escalar sucessivamente até ao dia 20 do corrente mês, os distritos de Muembe, Mandimba e Maua, onde, entre outros aspectos, vai visitar lugares de interesse social e económico.

Segundo um comunicado da Presidência da República, a edição deste ano, tem como propósito fazer o balanço da implementação do Programa Quinquenal do Governo e das suas realizações e também para reconhecimento e agradecimento aos governos locais, a vários níveis, e à população pelo seu contributo na consolidação da Unidade Nacional, pela sua entrega em acções de desenvolvimento e, sobretudo pela sua inestimável manutenção do clima de Paz em Moçambique.

Entretanto, o Chefe de Estado irá proceder nesta terça-feira, no distrito de Muembe à inauguração de uma central eléctrica, cuja construção iniciou a 25 de Abril de 2013 e terminou no dia 15 de Setembro do mesmo ano. Na fase de construção envolveu 60 trabalhadores dos quais 4 permanecerão na fase de operação.

A central beneficiará inicialmente 300 consumidores e posteriormente mais 150 serão ligados à rede local. Este empreendimento está inserido no projecto que engloba as centrais de Mavago e Mecula todos orçados em 35 milhões de dólares norte americanos.

Refira-se que oPrograma Quinquenal do Governo 2010-2014 atribui um papel vital à energia para a melhoria das condições de vida dos moçambicanos e para a dinamização das actividades produtivas e de geração de rendimento.

É neste contexto que a energia solar (painéis solares) tem sido uma opção de resposta à procura de serviços de energia, particularmente ao nível das zonas rurais, tais como centros de saúde, escolas e abastecimento de água, incluindo edifícios da administração pública.

Assim, durante o período de 2005-2013, com base nesta opção energética em zonas rurais, cerca de3.6 milhões de moçambicanos foram beneficiados.  

Igualmente foi graças a aposta nas energias novas e renováveis por parte do Governo quenos últimos sete anos 14 porcento dos moçambicanos passaram a ter acesso à energia nas zonas rurais.

Ainda no rol dos investimentos nesta área, o Governo investiu na construção da primeira fabrica de painéis solares inaugurada pelo Presidente da República em Novembro último em Beluluane. A mesma te uma capacidade até 15 Megawots por ano.

Nesta deslocação à província de Niassa, o Chefe do Estado,  far-se-á acompanhar pelos Ministros na Presidência para Assuntos Sociais, Feliciano Gundana; da Administração Estatal, Carmelita Namashulua; dos Combatentes, Óscar Kida, pelos Vice-Ministros do Interior, José Mandra; das Finanças Pedro Couto; da Agricultura, António Limbau; das Obras Públicas e Habitação, Francisco Pereira e da Educação, Leda Hugo.

Terminda a visita a Niassa, o Presidente da República, rumará à província de Cabo Delgado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo