Opinião

TERMINA HOJE, O “CAMPEONATO NACIONAL DE PROMESSAS”

“Vede que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e seduzirão muitos” (Mt. 24: 4-5)

Finalmente, termina hoje, aquilo que se pode comparar a uma maratona denominada: “Campeonato Nacional de Promessas”, muitas delas de cariz deliberadamente falso. Sobre a hipocrisia dalgumas dessas promessas,muitas das quais atingemo fórum de uma fanfarronice gritante, o Emanuel, (Deus connosco), deixou-nos uma alerta, aquando da sua permanência física neste planeta, dois mil anos atrás, conforme ilustra o versículo que serviu-nos de inspiração e que serve de subtítulo, não obstante, continuamos a escutá-las com uma avidez só comparável à das moscas quando se sentem atraídas pelo fedor de excrementos. De pescoços esticados e olhos exageradamente esbugalhados, só falta-nos engolirmos os “falsos Profetas”. Se toda a gente conhece e repete o velho ditado que diz: “Promessa é dívida”, na prática porém, e para os políticos desonestos, mentir, não significa em absoluto NADA, e não tem nenhum valor plausível. Basta recordarmo-nos do que os Órgãos de Comunicação Social, deram-nos a absorver, em particular as Televisões, durante estes passados quarenta e cinco dias. Vimos e ouvimos, homens e mulheres, muitos deles sem nenhum escrúpulo ou pingo de vergonha, e numa verdadeira irracionalidade política, assumiremposicionamentos e comportamentos que nos
desviam do sério, ao desvalorizarem completamente todos os sacrifícios consentidos pelos melhores filhos deste Pais, exemplos de todas as conquistas alcançadas por Mondlane, Samora, Chissano e Guebuza, acusando o Partido no poder de estar a Governá-lo durante 39 anos! Pura falácia! O que é feito dos 16 anos de uma estúpida guerra, somados ao tenebroso período que vai de Outubro do ano passado a Setembro deste, que, homens, mulheres, jovens e velhos foram barbaramente assassinados no troço Muxúnguè/Save?Apregoam desalmadamente em “vozes esganiçadas a qualidade primeiríssima dosseus Candidatos”, (conforme afirma o músico Chico António, no seu “Mercandonga”), como se o Povo fosse mouco! Fará algum sentido, alguém fazer-nos acreditar que o seu Candidato é o “Messias” enviado por Deus para Salvar-nos e refazer a história deste Pais!? Como assim e salvar o Pais de que peste? E falam-nos disso de peito dilatado, como se alguma vez o verdadeiroMessias, tivesse vindo ao mundo para disputar Eleições e se tornar Rei dalguma Nação! Pelo contrário, Ele sempre alertou: “O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui” (João 18:36). Então, como é que aqueles hereges, degredados que nem filhos de Eva são, senão deBelzebu,(porque não me ocorre melhor nome neste momento), ousam trazer para o espaço eleitoralista,o nome Excelso de MESSIAS, numa manifesta blasfémia!? Raça de víboras! Durante toda a existência nunca em momento algum se deram ao mínimo trabalho de pelo menos parar e pensar na magnificente misericórdia dessa Vítima dos nossos pecados, entrando numa Capela, Sinagoga ou Templo e se confessar. Ao invés e justamente num momento tão impróprio e fora de contexto como o é, o do “Campeonato Nacional de Promessas” muitas delasFalsas” insultam o Divino! Felizmente, consola-nos, saber que esses pobres mortais, não perdem nada pela demora, pois já “O Arquitecto do Universo”, atempadamente deixara recado com o tartamudo Moisés, ao determinar que: “Nãotomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;
porque o Senhor não terá por inocente, aquele que tomar o
Seunome em vão”. Não se deve brincar com o excelso nome doMESSIAS, assumindo promessas falsas de acabar com o desemprego em tempo recorde. É pura blasfémia e por isso, Quarta-feira próxima receberão a devida recompensa nas Urnas. A ver vamos!

Kandiyane Wa Matuva Kandiya
nyangatane@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo