Opinião

Solidariedade com os desafortunados

Dos céus de Moçambique cairam inenterruptamente chuvas torrenciais em volume recorde, facto que  causou inundacoes  e cheias ,responsaveis ate ao momento

por mais de 80 mortos,  mais de 168 mil  desabrigados e milhoes de dolares de prejuizos materiais.De realcar aqui que a causa de algumas mortes foi por eloctrocucao

Num momento grave como solene nao podemos deixar de sentir uma profunda tristeza e pesar ao mesmo tempo enviar um manifesto de solidaridade as familias.

 Nao foi maldicao de Deus ou obra de algum feiticeiro zangado ou mal humorado a fazer das suas.Estas coisas acontecem e as alteracoes climatericas vem agora acontecendo com mais frequencia um pouco por todo lado.

Na provincia de Gaza, chokwe, e Xai-Xai,Chilembe encontram –se submersas, deixando no ar a sensacao de caos, rastos de desolacao e desespero, alem dos 41 obtitos confirmados.Depois do  diluvio o calor e matope sao imensos e milhares de cidadaos  desafortunados com ou outro animal salvo, incluindo  animais de estimacao como caes procuraram refugio ao relento em zonas altas.

As inundacoes provocadas pela subida dos rios provocaram cheias e destruicao da colheita assim como paralisararam toda  acitvidade professional, e mesmo assim  segundo o INGC, a crise humanitaria provocada pelas cheias esta longe de estar ultrapassada porque a epoca chuvosa continua.Efectivamente o rio Zambeze devido as chuvas esta a subir o seu caudal,  que pressupoe um perigo para as areas circundantes.

A Cruz vermelha mocambicana e o INGC estao activos no terreno, tendo criado centros de abrigo e colectam roupas e dinheiro proveniente de todo Mocambique e do estrangeiro.Num momento em que as batidas de milhoes de  coracoes mocambicanos bate uniformemente, e de enaltecer o orgulho nacional, o que e de enaltecer e regojizar Do estrangeiro a onda de gestos solidarios foi crescendo desde a Africa, America do Norte a Europa, atigindo um patamar invejavel , que mesmo  nao resolvendo o problema pode mitigar o sofrimento e dar algum conforto e esperanca. 

 

Sempre que calamidades desta magnitude acontecem, recuamos no tempo para conferir que o pais ciclicamente enfrentamos calamidades do genero, contudo jamais julgamos viver de novo a experiencia inusitada  com as cheias do ano 2000 em que morreram 700 mocambicanos.

Julgavamos estar prevenidos e muitas  vitimas das cheias do ano 2000  tinham vindo a recuperar-se  material e psicologicamente,…. Mas uma vez mais o caos e despero vieram com as pessoas nas regioes atingidas a ter de abandonar as  suas casas , com as maos vazias e psicologicamente desnorteadas  e desesperadas.

Materialmente  as cheias paralisaram unidades de producao, mantiveram sem funcionar postos de servico administrativo e pequenas industrias, assim como arrasaram todo o tipo cultivo provocando inumeros prejuizos ao estado e ao privado

 

Somos um povo que aprendeu a a lidar com o sofrimento,mas o que nos identifica como povo e nacao e sabermos estar no mais alto grau de cidadania quando a patria chama por nos.Nao ficaremos indeferentes ao sofrimento dos nossos concidadaos, antes procuraremos todos o meios ao alcance para que cada um de nos participe na campanha de abraco nacional de solidariedade, e para com a nossa participacao  ajudar a restituir a dignidade e a esperanca a cada cidadao. Sera quase impossivel faze-lo a contento de todos, por o interior de cada um ser intangivel e soberano.Existirao sempre aqueles que na sua magoa e  angústia  serão incapazes de entender o gesto e ainda outros que tentarao culpar a tudo e todos, incluindo o governo por nao ter atempadamento vindo prestar devido  socorro; virao tambem os oportunistas da politica para tentar tirar algum ganho politico com o sofrimento das pessoas.Para estes e caso sirva para algum conforto, posso afirmar que pode-se  prever a ocorrencia da chuva, ou mesmo uma inundacao;mas nao  que  do volume  das chuvas caidas num determinado momento sejam susceptiveis de causar  cheias.Tudo depende do  do  volume do caudal dos rios ,apenas se podendo constatar no terreno pelo volume da chuva no impacto das ocorrencias.

No Brasil todo anos na epoca das chuvas ha desmoronameto de terrenos .H a dois anos se morreram mas de uma centena de e meia de cidadaos brasileiros na periferia da cidade  de Rio de Janeiro.Lembram-se da furacao Katrina que colocou em polvorosa a cidade americana de Nova Orleaes sendo causador de mais de mil  mortes emais de 2 bilioes de prejuizo?

A natureza deve ser entendida, adornada de flores e vida e nao destruida, caso contrario havera  sempre consequencias negativas.Parece que nem Deus nem o diabo controlam a natureza quando esta resolve manifestar-se.

 

E de importancia capital que as actividades socio economicas voltem funcionar nas zonas afectadas As populacoes das  zonas afectadas  podem ter a certeza que que Mocambique e os mocambicanos estao de olhos vitrados no seu sofrimento, assim como as rezas. Este e o mento em que aquels com poses devem mostrar toda sua generosidade.O Gabinete das Calamidades Naturais e Cruz vermelha mocambicana encontram-se todos absorvidos em minimizar os danos providenciando apoio pontual logistico e material e abrigo enquanto o executivo e governo monitorizam a situac

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo