Opinião

PRONTO: ESTÁ TUDO A POSTOS PARA O PAÍS AVANÇAR

"Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.” Mt 5:37

Aí está o governo prometido pelo Presidente Nyusi: "um governo prático e pragmático. Um governo com uma estrutura o mais simples possível, funcional e focado na resolução de problemas concretos do dia-a-dia  do cidadão. (…) Um governo na base da justiça e equidade social. Um governo que assente numa ética que coloca a vida e a dignidade humana acima do lucro". A locomotiva está sobre os caris. Compete ao maquinista a regulação, condução e reparação da máquina. Pessoalmente acredito no xadrez e nas respectivas peças montadas pelo Presidente porque tenho o privilégio de conhecer cada uma delas. São homens e mulheres comprometidos com o trabalho, portanto, sem nenhum outro fim senão a inexcedível vontade de servir a Pátria, dispostos a honrar o compromisso que assumiram no dia em que tomaram posse: "servir o povo e a pátria moçambicana com toda as suas energias". Todos nós sabemos que, quando se assume um compromisso, principalmente daqueles compromissos que têm hora marcada, deve-se fazer de tudo para honrá-los. "O comboio não espera o passageiro", diz um velho ditado. A hora marcada é o programa quinquenal que deve ser integralmente cumprido ao fim dos cinco anos sem reticências. Quando alguém assume um compromisso coloca em jogo a sua palavra, a sua honra. E honrar com um compromisso assumido também é ser ético. O contrário é falta de respeito, é desrespeito com os direitos do patrão que é o povo. Como disse a chefe da bancada da Frelimo, Margarida Talapa, entrevistada pelo jornal “O País” na terça-feira passada (20/01/2014): “O mais importante, efectivamente, é que o governo pegue no discurso do Chefe do Estado e transforme-o em acção, pondo em prática aquilo que é o programa do governo, que vai sair daquilo que foi o manifesto eleitoral.” Quanto aos 383 compatriotas eleitos pela bancada da Renamo (294 membros das assembleias provinciais e 89 deputados da Assembleia da República), que andam à deriva arrastados por um psicopata que há muito perdeu  o norte, é de se apelar para o seu bom senso para rapidamente ocuparem os seus respectivos lugares, pois ele (psicopata) beneficia-se diariamente de três refeições: “matabicho”, almoço e jantar de faca e garfo. E, inaceitável, moral e juridicamente é a indiferença de quem de direito à violação sistemática da Lei pelo dito cujo. Ninguém está acima da Lei. AConstituição da República é clara no seu artigo 39, que passo a citar: "Artigo 39 (Actos contrários à unidade nacional) Todos os actos visando atentar contra a unidade nacional, prejudicar a harmonia social, criar divisionismo, situações de privilégio ou discriminação com base na cor, raça, sexo, origem étnica, lugar de nascimento, religião, grau de instrução, posição social, condição física ou mental, estado civil dos pais, profissão ou opção política, são punidos nos termos da lei." Fim da citação.Já o dissemos: brincadeira tem hora!

 Kandiyane Wa Matuva Kandiya
nyangatane@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo