Opinião

DA LÍNGUA PORTUGUESA E DOS ASSUNTOS LINGUÍSTICOS OU DAS PALAVRAS QUE DEIXAM MAL A QUEM AS PRONUNCIA

"No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível…" (Tito: 2:7-8)

Em cumprimento da celebre frase do grande filósofo e político anglo-irlandês do século XIVIII Edmund Burke que disse eu o cito:"Para que o maltriunfe bastaque os bonsfiquem de braços cruzados", mais uma vez quero lembrar que detesto pessoas que fazem um esforço colossal, alegadamente para melhor pronunciarem o Português arrastando as palavras. Um dos exemplos vem dalguns profissionais da Rádios e das Televisões  que diariamente nos fustigam enfadonhamente com essa sua repugnante mania. É claro que o português tal como qualquer outro idioma tem as suas "nuances" no seu uso. Porém, pessoalmente folgo em deixar as palavras fluírem livremente, sem nasalizar coisa nenhuma muito menos fazer um estúpido jogo de colocar a língua, o palato e os lábios a lutarem para deixar saírem as palavras. Quero lembrar que existem nesta língua "nacionalizada" pelos moçambicanos para servir de veículo de comunicação nacional, palavras que mal pronunciadas ou escritas, deixam escancarado o grau de cultura e/ou de ignorância de quem as assume. Por isso, hoje disponho-me a oferecer uma rápida e gratuita "prelecção", destacando algumas dessas palavras diariamente maltratadas pelas pessoas aventureiras neste veículo de comunicação. Por exemplo nunca diga "CEMPORCENTOS", é feio por ser errado. O correcto é CEM POR CENTO sem"S" no fim; nunca diga "Estrategia", porque apesar de ser uma palavra com origem no termo grego "strategia", que significa "plano, método, manobras ouestratagemas usados para alcançar um objetivo" em português deve-se pronunciar "Estratégia" com o acento agudo no "é"; outrossim, nunca diga "inclusivê", porque é um erro feíssimo, diga inclusive, pois esta palavra não tem nenhum acento. Saiba empregar e distinguir as palavras "Afim" e "A fim". "Afim" é um adjetivo e significa igual, semelhante, parecido. Exemplos: "As suasideias são afins; vocês  possuem temperamentos afins; por isso se relacionam tão bem".Quanto a "A fim" faz parte da locução "a fim de", que significa para, com o propósito, com o intuito e indica finalidade. Exemplos: "Fez tudo aquilo a fim de nos convencer da sua inocência; Apresentou-nos todas as propostas de pagamento a fim de vender os produtos". Outro erro frequente é ode trocar o substantivo fim pelo adjetivo final na frase "fim de semana" e noutras expressões semelhantes, porque o significado do adjetivo final não serve para nomear este momento da semana; o correto é usar-se a palavra fim, pois é ela que serve para indicar o término ou a conclusão de alguma coisa. Assim o correto é "fim da linha", "fim de ano", "fim de mês", ou então, "no fim do ano", "no fim do trabalho", "no fim do jogo". Até porque existem já frases feitas formadas por "fim", por exemplo "fim de século", ou "no fim do seculo";  "fim de tarde", ou "no fim da tarde";  "fim de noite" ou "no fim da noite", etc.. Com final é correto usar-se: semana final, corrida final, mas não final da corrida e sim fim da corrida, pois se há o início, que é o substantivo usado para nomear a primeira parte da corrida haverá também a palavra fim para designar, digamos a parte final da corrida. E por fim, só mais um lembrete: "fim de semana" não tem nem nunca teve hífen. Sempre foi sem hífen antes e depois do "novo acordo ortográfico" com o qual eu ainda não me identifico. Portanto é errado escrever "fim-de-semana" e, mais inadequada ainda, a forma"final-de-semana". Para terminar desejo um feliz ano novo de 2015, muito amor e paz para todos e Suplico ao Arquitecto do Universo por aqueles que O buscam sem saber ao certo onde O encontrar e vão se esconder em "lugares incertos",para que os restitua a necessária lucidez. Assim seja!

Top of Form

 

Bottom of Form

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo