Nacional

Zacarias Filipe vencedor

Zacarias Filipe, da Frelimo, é o vencedor das eleições intercalares para presidente do município da cidade de Cuamba, com 6.143 votos expressos nas urnas contra os 2.816 e 1.643 dos seus concorrentes, respectivamente, Tito Crimildo, do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), e Leovilgildo Buanancasso, da Renamo.

O presidente da Comissão Provincial de Eleições de Niassa, Calisto Mussa, revelou durante a leitura dos resultados de contagem intermédia que a abstenção situou-se nos 75,10 por cento, sugerindo uma reflexão sobre as reais causas que concorreram para esta situação, que começa a ameaçar a legitimidade dos actos eleitorais no país.

Por outro lado, Mussa congratulou-se pelo facto de se registar baixos índices de votos nulos (159) e em branco (208), o que, segundo ele, demonstram que “os nossos eleitores já começaram a assimilar as melhores formas de exercer o seu direito cívico”.

De referir que as eleições intercalares de 17 de Dezembro passado surgem na sequência da morte, por doença, em Setembro passado, de Vicente da Costa Lourenço, ex-edil daquela que é considerada cidade económica de Niassa, também chamada a capital do algodão.

As eleições de Cuamba, contrariamente às anteriores, decorreram num ambiente de muita calma e civismo, não tendo sido necessária a intervenção dos homens da lei e ordem. Igualmente, durante o processo de votação não foram registados quaisquer ilícitos eleitorais.

ZACARIAS FILIPE FELICITADO

Coisa rara no nosso país. Depois do anúncio dos resultados intermédios, todos os partidos concorrentes foram unânimes em felicitar ao candidato vencedor das presentes eleições. Cornélio Laisse, primeiro secretário provincial do partido no poder, mostrou-se feliz pela vitória, destacando o trabalho coordenado de todos os militantes e simpatizantes como estando na origem do sucesso alcançado.

Esta vitória é uma demonstração de que a Frelimo é um partido de massas, experiente e preocupado com os problemas do povo. Com Zacarias Filipe à frente da edilidade, Cuamba vai continuar a desenvolver-se, melhorando as suas vias de acesso, encontrando soluções para o problema de água, recolhendo os resíduos sólidos regularmente para manter a cidade cada vez mais limpa, entre outras preocupações que apoquentam os munícipes”, referiu o homem forte da Frelimo na província mais extensa do país.

Por sua vez, o presidente do MDM, Daviz Simango, felicitou o vencedor destas eleições, desejando-lhe sucessos no exercício das suas funções. “Esperamos que o novo presidente consiga encontrar soluções para os múltiplos problemas com que os munícipes se deparam”, pediu, salientando que Cuamba é uma cidade do futuro, em que todos os residentes de Niassa devem apostar para, através desta, incrementar muitos investimentos para o desenvolvimento sustentável de todos os distritos da província.

Enquanto isso, a Renamo, através do seu mandatário, André Majibire, reconheceu a derrota e pediu para que tudo seja feito para o bem dos munícipes de Cuamba. Aliás, a justeza das eleições foi igualmente referida pelos observadores eleitorais, com o reverendo Anastácio Chembeze a caracterizar estas intercalares de livres, justas e transparentes.

André Jonas

andremuhomua@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo