Nacional

XENOFOBIA /Moçambicanos regressam ao país

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Oldemiro Baloi, garantiu ontem, durante a conferência de imprensa, que um total de noventa moçambicanos residentes na cidade de Durban estão de regresso a Maputo.

Neste momento 90 moçambicanos estão a caminho de Maputo via Swazilândia. Ontem anunciei que 100 moçambicanos manifestaram o interesse em regressar ao país. Esse número tem vindo a crescer, face a gravidade da situação ultrapassando, neste momento 200”, disse.

Na ocasião, Baloi confirmou a ocorrência de ameaças contra trabalhadores sul-africanos na mineradora brasileira Vale, na província central de Tete, e na petroquímica sul-africana, Sasol, em retaliação a onda de ataques xenófobos contra moçambicanos em Durban, na África do Sul.

Confirmo sim a ocorrência deste facto em Inhambane e Tete, mas está controlada na medida em que 180 sul-africanos em Inhambane, depois de uma conversa com eles mantiveram-se calmos. Em Tete os sul-africanos pediram para ser evacuados para um local seguro”, afirmou.

Baloi apelou aos moçambicanos a não pautarem pela violência em resposta a violência de que os moçambicanos e outros estrangeiros são vítimas na África do Sul.

Entretanto, o Vice-ministro do Interior, José dos Santos Coimbra, deslocou-se esta semana para a cidade sul-africana de Durban para orientar a equipa nacional que está a prestar assistência às vítimas dos ataques xenófobos naquela cidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo