DestaqueNacional

Tragédia na Manhiça

Pelo menos 15 pessoas morreram e outras sete contraíram ferimentos graves em consequência de um acidente de viação ocorrido no final da tarde de ontem na Estrada Nacional Número 1, no distrito da Manhiça, província de Maputo. Entre os óbitos estão três crianças.

Segundo fonte do Hospital Distrital da Manhiça, no local do acidente morreram 14 pessoas, sendo que outra, que por sinal estava entre os feridos graves, viria a perder a vida nesta unidade sanitária enquanto recebia tratamento médico.

Ainda ontem, três dos feridos foram transferidos para o Hospital Central de Maputo, uma vez que não estavam a reagir positivamente ao tratamento médico.

O sinistro, um choque entre viaturas, envolveu um Toyota Prado que circulava no sentido Xai-Xai-Maputo e uma mini- -bus de transporte de passageiros que se movimentava na direcção contrária

Um dos sobreviventes do acidente é o motorista da mini-bus que explicou que tudo começou quando o condutor do Prado entrou na sua faixa de rodagem, acabando por provocar um violento embate.

Além de mortos e feridos, o acidente provocou enormes danos materiais nas viaturas sinistradas.

Entretanto, entrevistado pela Rádio Moçambique, o director provincial dos Transportes e Comunicações de Maputo lamentou o sucedido e falou da necessidade do endurecimento das medidas punitivas aos motoristas, uma vez que, na sua óptica, o acidente de ontem é um daqueles que são causados por inobservância das regras de trânsito.

Por seu turno, o chefe da Repartição Nacional de Acidentes de Viação na Polícia da República de Moçambique, Amândio General, suspeita que o sinistro esteja associado à condução em estado de embriaguez. Até ao fecho desta edição, o Hospital Distrital da Manhiça registava um grande movimento de pessoas que procuravam solidarizar-se com os familiares das vítimas ou reconhecer os corpos.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo