Nacional

Suposto guerrilheiro da Renamo condenado a 24 anos de prisão

O Tribunal Judicial de Sofala condenou, na segunda-feira, um alegado guerrilheiro da Renamo a 24 anos de prisão maior. Trata-se de Abluamo Bande, condenado em conexão com o ataque a uma viatura próximo do rio Ripembe, ao longo da Estrada Nacional número 1, no troço entre Muxúnguè-Save, no dia 21 de Junho do ano passado.

Neste ataque, morreram duas pessoas – o motorista do camião e o seu ajudante – e uma terceira pessoa foi ferida com alguma gravidade, tendo sobrevivido após ser socorrida no hospital rural de Muxúnguè. Os atacantes incendiaram depois a viatura e roubaram todos os bens dos tripulantes e da passageira.
Durante o julgamento, o réu confessou a participação no ataque, o que culminou com a condenação do mesmo”, disse, ontem, citado pelo jornal “O País”, Joaquim Tomo, porta-voz da Procuradoria Provincial de Sofala.
Reagindo à sentença, a Renamo garante que o cidadão ora condenado nunca foi membro do partido e que se trata de um demente. Alberto Sabe, advogado da Renamo, afirmou que a sua formação política não é tão distraída, ao ponto de não constituir um advogado, “se efectivamente o cidadão condenado fosse nosso guerrilheiro ou membro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo