Nacional

Sociedade civil despede-se do Gilles Cistac

Diversos académicos, estudantes, magistrados, religiosos, entre outras entidades, despediram-se hoje, no Centro Cultural Universitário Eduardo Mondlane, do constitucionalista Gilles Cistac, que perdeu a vida há dias, vítima de assassinato, por indivíduos ainda a monte. 

O corpo do académico será transladado na próxima quinta-feira para a sua terra natal, França. A Embaixada da França em Moçambique disse que ira facilitar a transladação do malogrado e auxiliar a família em condições materiais e não só.

A cerimónia que iniciou às 15:45 e teve seu término as 18:00 horas, que para além das apresentações contou com algumas cessões de momento música.  
Durante a mensagem dos estudantes da faculdade de Direito da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), disseram que tinham como espelho o professor Gilles Cistac.

Esta é uma perda irreparável. Gilles Cistac era um daqueles homens que o país precisa”.

Segundo o director da faculdade de Direito, Armando Dimande, a notícia da morte do constitucionalista abalou a sociedade académica.

Cistac publicou cerca de cinquenta livros da área jurídica, designadamente “Direito Administrativo, Francês jurídico, processo na descentralização em Moçambique, justiça e contencioso eleitoral em Moçambique, entre outras obras.
Texto não editado

Idnórcio Muchanga

aly.muchanga@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo