DestaqueNacional

Sete mortos por suspeitas de roubo de gado na Manhiça

Sete indivíduos morreram depois de serem torturados e enterrados vivos, por suspeitas de envolvimento num esquema de roubo de gado bovino, no posto administrativo de Maluana, distrito da Manhiça, na província de Maputo.

Há informações segundo as quais entre as vítimas, três são membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) e um elemento das Forças de Defesa de Moçambique.

Entretanto, o porta-voz do Comando Provincial da PRM, em Maputo, Joarce Martins, não confirma a informação, afirmando que até sexta-feira nenhum dos corpos tinha sido reclamado pelos familiares, sugerindo que a identidade das vítimas era ainda desconhecida.

Detalhando os contornos do crime, Joarce Martins disse que no dia 20 do mês corrente quatro indivíduos foram interceptados pela população supostamente transportando três cabeças de gado bovino.

Destes, dois puseram-se em fuga e os outros foram torturados e enterrados vivos. No dia 23, outros cinco indivíduos dirigiram-se para a mesma comunidade, acredita-se, para identificar o local onde tinham sido enterradas as primeiras duas vítimas de linchamento.

No entanto, a população apercebendo-se da presença destes, uniu-se e capturou todos os membros do grupo, os quais foram, igualmente, torturados e enterrados vivos.

Num contacto ontem com o jornal domingo, o porta-voz explicou que depois de tomar conhecimento da ocorrência a corporação fez-se ao local, onde deteve nove indiciados de cometer os assassinatos.

As detenções enfureceram a população que imediatamente dirigiu-se, na quinta-feira, ao posto policial da Maluana para exigir a libertação dos indiciados, alegadamente porque são inocentes.

“Os corpos das últimas cinco vítimas foram exumadas e levadas para a morgue do Hospital Distrital da Manhiça. Estamos a trabalhar com vista a identificar os locais onde foram enterradas as primeiras duas vítimas. Os nove detidos continuam encarcerados numa das celas da PRM, na província de Maputo”, frisou. (FIM)

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo