DestaqueNacional

Salvaguardar vidas não tem preço

  • Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário reafirmou que  o envolvimento da força militar conjunta dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral e do Ruanda no combate ao terrorismo em alguns distritos de Cabo Delgado visa salvaguardar vidas humanas. Segundo disse, “a protecção e a salvaguarda de vidas humanas de uma ameaça global, como é o caso do terrorismo, não tem preço”.

O governante, que respondia a uma pergunta da Renamo sobre que contrapartidas o governo do Ruanda irá tirar com a sua participação na luta contra o terrorismo, explicou que o engajamento deste país, através da participação das respectivas tropas, enquadra-se nos acordos bilaterais e multilaterais e expressa solidariedade e ajuda mútua, perante as ameaças do extremismo violento.

Explicou que o maior benefício que se pode esperar destas acções conjuntas é o alcance da segurança e paz colectiva na região, continente e no mundo.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo