DestaqueNacional

Saída de Boustany da lista de declarantes gera debate

A retirada do nome do Jean Boustany da lista de declarantes gerou um intenso debate na manhã de hoje, com o advogado Abdul Gani a reclamar que o tribunal estaria a adoptar uma dualidade de critérios.

Segundo Gani, ao eliminar o nome de Boustany o tribunal  estaria a tomar uma decisão que não se aplicou no caso de outros declarantes como Ernesto Gove, Waldemar de Sousa, Joana Matsombe (quadros seniores do Banco de Moçambique) e Manuel Chang que são igualmente arguidos em outros processos autónomos.

Entretanto, e depois de um intenso debate, envolvendo a representante do Ministério Público, Ana Sheila Marrengula, que alegou que os declarantes do Banco de Moçambique foram arrolados pelo tribunal, o juiz replicou que a VI Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo não tem conhecimento formal de que estes declarantes foram constituídos arguidos em processo autónomo.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo