Nacional

PELOS TRIBUNAIS: Casos INSS, Cabo Delgado e Embraer

Os empresários Er­nesto Armando Simango e José Marcelino Pita Guerreiro, gestores das empresas Arcos Consul­tores Lda., Calmac Limitada, respectivamente, vão aguar­dar o julgamento em prisão preventiva.

A decisão, neste sentido, foi tomada semana finda pelo juiz de Instrução Criminal do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, no caso Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

Ernesto Simango e José Guerreiro foram detidos na segunda-feira no âmbito do processo-crime n.º 94/ GCCC/2017-IP relacionado com corrupção em que o INSS foi desfalcado em 100 milhões de meticais em pagamento de subornos à antiga ministra do Trabalho, que também aguar­da julgamento em prisão pre­ventiva.

Audição dos dois arguidos decorreu entre as 12.00 e 15.30 horas, sendo que a decisão do juiz de instrução criminal foi anunciada por volta das 20.00, para o alívio de dezenas de jor­nalistas que a aguardavam do lado de fora do tribunal.

Leia mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo